Dor nas costas um problema cada vez mais comum ao jovens

A lombalgia é o termo médico para definir qualquer dor na região lombar. Para algumas pessoas (inclusive os mais jovens), sentir dor nas costas já se tornou parte da rotina. Esta dor pode ser leve ou intensa, rápida ou constante. Existem várias causas, fatores de risco e formas de prevenção para a dor nas costas. Na grande maioria dos casos, essas dores acarretam mudanças no estilo de vida do paciente com redução de movimentos e atividades (até as mais simples e corriqueiras), o que compromete, significativamente, a qualidade de vida do indivíduo.

Causas

Quando a dor nas costas é resultante de um trauma (quedas, batidas, impacto), a dor é intensa e aguda e tende a passar em alguns dias, com o auxílio de medicamentos prescritos pelos médicos. Mas, por vezes, devido aos maus hábitos, o corpo cobra essa fratura em longo prazo. Ou seja, os anos que passamos sentados de forma inadequada e despreocupada em frente ao computador, por exemplo, podem resultar em uma dor que aumentará a intensidade com o passar do tempo e durará meses.

Dor nas costas nas mulheres

Nas mulheres, em especial, além dos hábitos inadequados os fatores hormonais podem ser um agravante. Além disso, quem tem seios volumosos deve ter muito cuidado, pois o peso faz a coluna se curvar para frente. Nestes casos, deve-se avaliar o caso para verificar se há necessidade de sutiã apropriado ou até cirurgia para redução das mamas.

Dores nas costas pode ser sinal de problemas mais graves

A dor nas costas pode também ter origem em outros órgãos e irradiar para a região. Apendicite, cálculo renal, pedra na vesícula, infecções da bexiga, endometriose, câncer de ovário, cistos ovarianos, torção testicular e aneurisma na aorta são algumas das doenças cujos sintomas podem incluir a dor nas costas.

Buscando ajuda

Se a dor surgir repentinamente, ou se for devido a algum impacto, se houver outros sintomas associados como fraqueza, formigamentos ou dificuldade para se movimentar pode ser sinal que algo não vai bem, tendo por trás quadros mais preocupantes, como hérnias de disco e desgastes degenerativos dentre outros. Não cuidar dos problemas nas costas pode, inclusive, complicar o quadro clínico. Assim, é aconselhável procurar seu médico de confiança o quanto antes.

*Esse artigo tem apenas a intenção de informar, procure sempre orientação de um
médico de confiança.

Atendimento

Agende sua visita
Close and go back to page