Mamografia: Entenda o exame e sua importância

A mamografia é o principal exame preventivo para câncer de mama. Outros exames utilizados neste cenário são a ultrassonografia mamária (USM) e a ressonância magnética das mamas (RMM). Vale ressaltar que tanto a USM quanto da RMM são utilizadas para casos bem específicos, conforme indicação médica. A mamografia é feita através de um aparelho radiográfico que pressiona as mamas vertical e horizontalmente e pode ser dolorosa, por isso, o ideal é fazer o exame uma semana após a menstruação quando a mama é muito densa, no entanto, pode ser pedido um ultrassom mamário.

Ultrassom mamário

Quando a quantidade de tecido fibroglandular é grande e pode obscurecer nódulos ou outras alterações costuma-se dizer que a mama é radiologicamente densa, o que é comum em mulheres jovens, abaixo dos 35 anos. Neste caso, o ultrassom mamário é usado como exame complementar à mamografia, porém não devendo substituí-la de forma alguma.

O autoexame não é suficiente para detecção do câncer de mama

Embora o autoexame seja de extrema importância, ele sozinho não ajuda no diagnóstico da doença. Isso porque um tumor na mama só é detectável no autoexame quando não está mais em estágio inicial.
Além disso, alterações nas mamas também podem ser causadas por outros fatores, como envelhecimento, menopausa, mudanças hormonais durante ciclos menstruais ou por conta da ingestão de pílulas anticoncepcionais, o que pode confundir as mulheres.
Então, caso uma mulher encontre alguma anormalidade nos seus seios, ela deve consultar o médico o mais rápido possível.

*Esse artigo tem apenas a intenção de informar. Sempre se consulte com seu médico de confiança.

Atendimento

Agende sua visita
Close and go back to page