Ventosas na dor lombar

A ventosaterapia é uma técnica milenar descrita pela primeira vez na descoberta do papiro de Eber, datado de 1550 A.C., no antigo Egito, é o texto médico mais antigo a mencionar o uso de ventosas.

Este uso faz parte dos numerosos e antigos sistemas de tratamento das medicinas tradicionais chinesas, coreanas, tibetanas e indianas. Também fazem parte da história da medicina grega, romana, egípcia, aborígenes (australiana) e africana.

Em todas as civilizações citadas elas eram usadas em forma de chifres ocos ou bambus, e também de vidro ou metal.

Historicamente o uso de ventosas chegou ao ocidente junto a imigração dos povos asiáticos e foi aceita pelos profissionais da saúde no tratamento da dor. Mas precisamos esclarecer alguns pontos importantes; a ventosaterapia usada na MTC (medicina tradicional chinesa) segue todos os conceitos, regras e preceitos da própria MTC, diferentemente da usada no ocidente que busca áreas de dor e para tal realizamos as avaliações físicas necessárias.

É a mesma técnica porém usada de forma diferente, o objetivo é o mesmo que é a melhora do padrão de dor, ganho de mobilidade, melhora da qualidade de vida e conscientização corporal.

A ventosaterapia e/ou vacuoterapia é embasada cientificamente na teoria e no conceito da pressão negativa sobre a área afetada a ser tratada.

Ventosaterapia é a técnica e ventosas são o equipamento a ser usado.

Seus princípios fisiológicos são o fenômeno de hiperemia local, resultando no aumento da circulação periférica da aplicação proporcionando uma revitalização celular. Com isso teremos a alteração das propriedades biomecânicas da pele, melhora do limiar de dor e ativação do metabolismo anaeróbico local.

Havendo também a melhora da modulação do sistema imunológico celular, diminuição da inflamação local em razão da troca gasosa.

Assim justifica-se a eliminação da toxicidade local com a mudança do PH de ácido para alcalino.

Essa troca gasosa realizada pela respiração celular auxilia na “limpeza” do sangue venoso com a eliminação do exudado de dióxido de carbono.

Literalmente ocorre a troca de gás carbônico por oxigênio em nível mitocondrial e em consequência disto a musculatura se “enche” de oxigênio; portanto melhora nutrição celular eliminando o fator de agressão ao músculo que auxilia na perpetuação da dor.

Com o vácuo e a absorção na superfície do corpo, que abrem os vasos capilares e os poros, as toxinas são retiradas, ocorrendo a troca de gases, oxigenação do sangue e a circulação sanguínea no local da aplicação é ativada.

Mas ainda existe um outro mito com relação ao uso das ventosas. Ela causa hematomas? Aquelas manchas roxas são muito feias e nada agradáveis de se ver!

Então como existem vários tipos de aplicação como por exemplo: ventosa rápida (cupping), ventosa móvel, ventosa por pressão e a ventosa a vapor/úmida, podemos escolher a que esta mais adequada ao seu tipo de lesão ou ao seu objetivo. A ventosaterapia é largamente usada em terapias estéticas para o tratamento da celulite por exemplo.

Normalmente as ventosas úmidas são as que menos “agridem” a área tratada.
Mas deve ser entendido que estas manchas não são hematomas.
Quando se tem uma área lesada como por exemplo na dor lombar, a musculatura está rígida, encurtada e dolorosa, ou seja, temos um desequilíbrio bioquímico local além do diagnostico oficial.

Existe a necessidade da melhora da êxtase venosa, impreterivelmente, teremos mudança de coloração até pela própria sucção, mas ela é temporária e melhor ainda é para seu bem estar. A melhora do padrão de dor é garantida, portanto, entre prós e contras da imagem, a mancha roxa é benéfica.

Faremos agora uma associação do tratamento para a dor lombar mecânica e suas inúmeras causas e a indicação do uso da ventosaterapia para a melhora da dor.

Que fique claro que é um tratamento associado ao seu tratamento funcional.

Quando “travamos” a musculatura da região lombar sentimos a incapacidade da liberdade de movimento. Toda tentativa de movimento é dolorosa e muitas vezes limitantes.

Com toda a comprovação cientifica enaltecida anteriormente, o uso das ventosas com a aplicação adequada pelo fisioterapeuta irá melhorar e por vezes resolver este quadro de dor permitindo que você volte a se movimentar e assim realizar os exercícios adequados para o tipo de alteração funcional que você desenvolveu.

Irá também auxiliar na descoberta de mecanismos provocativos de dor e de incapacidade.

Como já sabemos quanto mais eu conheço meu corpo mais saudável ele será porque irei identificar o que não esta harmônico muito antes de se tornar doença.

VALE A PENA EXPERIMENTAR!

E para terminar diga sempre ao seu corpo amigo que ele tem suas razões.

Observe, ouça e respeite seu corpo: converse com ele todos os dias, porque ele tem todas as respostas que você procura.

ISTO EU GARANTO

Texto por Prof ª. Dra. Ana Murray
Educação Física e Reabilitação - Fisioterapia Motora Clínica e Hospitalar Quiropraxia e Método Kabat - Medicina Ayurveda - Reeducação Músculo Articular - Ventosaterapia - Barras de Access

O texto aqui reproduzido é uma obra de autoria e responsabilidade de seu autor, não passa por qualquer tipo de revisão, e não representa, necessariamente, a opinião da Aliance Health.

Atendimento

Agende sua visita
Close and go back to page